quarta-feira, outubro 25, 2006

O Que se Diz Sobre:

IVG - Aborto - o que se quiser

Vou perscrutando, escarafunchando e pensando nesta coisa que é a discussão sobre a IVG. Dá realmente mais que pensar a discussão em si que a própria matéria, que parece tão simples, pela tamanha estupidez de certos argumentos.

Vejo isto quase como voyeur, talvez esteja errado, mas discutimos uma coisa que diz estritamente respeito aos direitos da mulher, convenhamos. Que pelos vistos, ao abrigo da presente lei, ainda não é dona do seu corpo e vontade. Não quero com isto dizer que a discussão esteja reservada à mulher, pelo contrário.

Não vou argumentar porque não me apetece puxar pela cabeça, hoje estou sem paciência e sou capaz de só dizer disparates. Aqui segue um apanhado, que nem sequer deu trabalho nenhum, já estão todos juntos num só local, dos argumentos do NÃO:

Temos direito a poesia e tudo. Não é por 'rimar' que se torna verdadeiro, já eu disse em relação aos ditados populares.

'O "Não" é palavra de heróis,
Dito por nós.
Dito por ti…'


in
blogue do não

Obrigado à
Kat dos legumes pela chamada de atenção

4 comentários:

Jonas disse...

Ah! O blogue do não NÃO permite comentários sem passar pela censura...

Estranho, não é? Não quererão publicar o que dizem os seus apoiantes?

Mazinha disse...

Às vezes mais valia estarmos quietos. Primeiro descubro que um dos gajos é fã do Pedro Arroja e depois topo com esta magnifica frase
"se o aborto for apenas um direito da mulher a ver-se livre duma excrescência que parasita o seu corpo (“não queremos ser incubadoras”)." Vai-me dar uma coisinha má e a culpa é tua :)

Jonas disse...

Sabes, até me surpreendeu o fair play da maltosa lá do sítio. Afinal parece que permitem os comentários adversos...

FuckItAll disse...

Permitem sim senhor, já por lá debiquei... De resto, convenhamos, um blog é uma coisa com autoria, seria legítimo quererem fazer um só com opiniões pelo "não". Mas bom, não é o caso, isso para mim torna-os mais interessantes. Ao menos pode-se discutir.